Macrotransição
SP • 11 3075-3034 - RJ • 21 9.9660.4661
Av. Paulista, 1.765 - 7º andar - São Paulo - SP

Vult Cosmética estreia nas gôndolas do supermercado

14/03/2012 20:59
Anterior 1 de 1 Próxima
A Vult Cosmética, certamente uma das marcas de maquiagens mais populares do país e também criadora de uma segunda linha de maior valor agregado chamada Duda Molinos, está prestes a dar um dos saltos mais importantes e desafiadores de sua história, iniciada há oito anos, em Mogi das Cruzes (SP).

A empresa, que vendeu quatro milhões de batons no ano passado e só atua em perfumarias e farmácias - um total de 15 mil ao redor do Brasil - está se preparando para estrear, até o meio do ano, no varejo alimentar, onde pretende vender produtos capilares e concorrer com gigantes como Unilever, L´Oréal, Hypermarcas e P&G. Mas não só. A empresa também pretende colocar toda sua linha de maquiagem nos supermercados e, com as duas categorias de produtos, atingir R$ 100 milhões em vendas até 2013.

O faturamento atual a Vult não revela, mas conta que cresce 25% ao ano desde sua criação, em 2004. “Estamos desenvolvendo, a pedido dos supermercados, embalagens em blister (produtos encartelados como as lâminas de barbear) para colocação nas gancheiras dos mercados”, conta Murilo Reggiani, sócio da Vult. A linha Vult Hair, criada há 15 meses e comercializada apenas nos pequenos pontos de vendas, também vai ajudar a empresa a ganhar musculatura nas vendas dos próximos dois anos. Para atrair os clientes, a Vult desenvolveu uma linha com 40 itens capilares, desde xampu e condicionador até máscara e leave-in. “Nascemos focados em maquiagem, mas a grande aceitação da marca nos levou a expandir nossas linhas e a atuar como uma empresa de cosméticos. Optamos por iniciar esta extensão pelo segmento de cabelos”, afirma Reggiani. Ele não revela quanto investiu para estrear na categoria, mas diz que destinou o equivalente a um mês do faturamento líquido da empresa para entrar em cabelos. “Hoje, o segmento de cabelos já representa 20% das nossas vendas”, diz.

Mesmo com grandes rivais, a aposta da Vult no segmento faz sentido quando observado que o Brasil é o maior consumidor global de produtos capilares. A meta da Vult, conta Regianni, é conquistar as classes B e C em busca de produtos que promovam um “tratamento” nos fios. O canal alimentar é hoje o responsável pela maior fatia das vendas de produtos capilares. “Temos a consciência que as "marcas commodities" lideram absolutas nesta categoria e também neste canal. Contudo, estamos fazendo nosso dever de casa”, afirma Reggiani. Em maio, a Vult vai participar da Apas (feira anual da Associação Paulista de Supermercados) para apresentar suas linhas a supermercados de todo o país.

Fonte: Brasil Econômico, 14.03.2012

Nome:
E-mail:
Comentário:
Digite os caracteres abaixo:
Comentário enviado com sucesso!
Aguarde a aprovação!