Macrotransição
SP • 11 3075-3034 - RJ • 21 9.9660.4661
Av. Paulista, 1.765 - 7º andar - São Paulo - SP

Rede D\'Or compra Nossa Senhora de Lourdes

16/02/2012 20:16
A Rede D'Or, grupo hospitalar carioca dono do São Luiz e que tem como sócio o banco BTG Pactual, deve concluir entre hoje e amanhã a aquisição do Nossa Senhora de Lourdes e do Hospital da Criança, em São Paulo. Ambos pertencem à família Sinisgalli e foram fundados pelo médico Cícero Sinisgalli, segundo o Valor apurou.

A negociação é estimada em cerca de R$ 300 milhões. O Grupo Nossa Senhora de Lourdes registrava um endividamento de aproximadamente R$ 74 milhões em 2010. A transação não envolveu a compra dos outros negócios do grupo como o plano de saúde do hospital, que tem 40 mil usuários.

Após investir R$ 92 milhões para expansão e modernização, o grupo hospitalar vem atravessando um período turbulento. Nesses últimos três meses, o Nossa Senhora de Lourdes e a Brazilian Mortgages, administradora dos fundos proprietários dos imóveis em que estão instalados os hospitais, estão em uma discussão acirrada por conta do valor da locação desses dois prédios.

Desde dezembro, o grupo hospitalar está atrasando o pagamento dos aluguéis e conseguiu na justiça uma liminar reduzindo o valor da locação. No caso do Hospital Nossa Senhora de Lourdes, o aluguel mensal baixou de R$ 2 milhões para R$ 1,6 milhão. O Hospital da Criança também teve o valor reduzido para R$ 442 mil. Em contrapartida, a Brazilian Mortgages entrou, no mês passado, com uma ação de despejo do Hospital da Criança.

O contrato de locação do Hospital da Criança é de 20 anos, sendo que 10 anos já foram cumpridos. Já no Nossa Senhora de Lourdes, o contrato de uma década vence em 2016. Os contratos de locação preveem que o novo inquilino é obrigado a continuar pagando os valores estipulados em contrato.

Ainda não se sabe se a Rede D'Or vai continuar renegociando o aluguel como vinha fazendo o Nossa Senhora de Lourdes. Mas vale destacar que o banco BTG, sócio da Rede D'Or, é desde o fim do ano passado, dono da Brazilian Mortgages.

Além da locação, o hospital também atrasou pagamento com fornecedores. Em 2010, a receita bruta dos dois hospitais somou R$ 153 milhões e o lucro líquido ficou na casa dos R$ 680 mil. No ano passado, o faturamento dos dois hospitais foi de cerca de R$ 175 milhões, com uma taxa de crescimento de cerca de 25%. A previsão inicial do hospital era que esse percentual fosse de 42%.

A queda na taxa de crescimento está relacionada à baixa ocupação do hospital Nossa Senhora de Lourdes, que foi de 65%. O percentual esperado, após o investimento na expansão, era de 80%. Segundo especialistas do setor de saúde, os hospitais precisam trabalhar com índice acima dos 75% para serem rentáveis.

Além disso, há problemas de gestão. Nos últimos dois anos, o hospital está em seu terceiro presidente. Atualmente, o grupo é liderado por Marcelo Marques Moreira, ex-presidente da Dasa. Antes dele, Nilton Lorandi ocupou o posto por seis meses. Ambos foram nomeados para substituir Fábio Sinisgalli, filho do fundador e que durante anos foi preparado para assumir o hospital, mas permaneceu no cargo por apenas oito meses.

Nome:
E-mail:
Comentário:
Digite os caracteres abaixo:
Comentário enviado com sucesso!
Aguarde a aprovação!