Macrotransição
SP • 11 3075-3034 - RJ • 21 9.9660.4661
Av. Paulista, 1.765 - 7º andar - São Paulo - SP

Família tem o toque de Midas e deve ampliar portfólio

14/02/2012 12:11
Anterior 1 de 1 Próxima
Perfil de profissionalização de negócios adotado pelos irmãos Alves, que maximizam os resultados, pode atrair novos sócios do segmento de alimentação e expandir o império

Hoje,o império dos irmãos Alves é composto por 73 unidades de cinco bandeiras, mas este número tende a aumentar nos próximos anos. Segundo Silvio Laban, coordenador-geral dos programas de MBA do Insper, os negócios da família têm espaço para avançar e novos nomes podem ser inseridos na lista de operações bem-sucedidas. "O perfil dos Alves é de profissionalizar negócios. Assim como eles fizeram com o América e o restaurante Gato que Ri, eles compram empresas prontas e potencializam os resultados". Há 12 anos os irmãos investiram para comprar 50% da rede de alimentação América. Desde lá, o número de lojas ampliou significativamente e encerrou 2011 com 15 unidades. Para este ano estão programados mais dois novos restaurantes na cidade de São Paulo. O Barbacoa, requintada casa de carnes, seguiu o mesmo caminho. Depois da entrada de Manuel e Antonio nos negócios, a rede decolou até para o exterior. No ano passado abriu sua primeira filial na Itália, em Milão. Outros três restaurantes atendem os interessados em churrasco no Japão, além das sete lojas no Brasil. O Gato que Ri, tradicional restaurante paulista, possui uma única unidade e não deve sair disso, apostando na exclusividade. Já o famoso chope do Pinguim deve ultrapassar as fronteiras do interior paulista. Depois de ser consagrado em Ribeirão Preto, a choperia ganhou duas unidades na região e os irmãos estudam uma expansão. A Rede Graal é a cereja do bolo da família Alves por ter colocado em prática um modelo que deu uma "senhora repaginada nos postos de beira de estrada", segundo Laban. Atualmente a rede possui 43 unidades espalhadas por São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Rio Grande do Sul. Mais três postos de serviços devem complementar a rede até o fim deste ano e a localização das unidades ainda está sendo estudada. Segundo Laban, o modelo de postos de serviço revolucionou o país por apresentar um de padrão elevado de qualidade nas estradas. "Eles foram muito bem sucedidos na empreitada e há muito espaço para novas unidades", diz.

Fonte: Brasil Econômico - Michele Loureiro, 10.02.2012

Nome:
E-mail:
Comentário:
Digite os caracteres abaixo:
Comentário enviado com sucesso!
Aguarde a aprovação!