Macrotransição
SP • 11 3075-3034 - RJ • 21 9.9660.4661
Av. Paulista, 1.765 - 7º andar - São Paulo - SP

Como ter sucesso em uma empresa familiar

17/11/2011 23:49
Várias gerações: comunicação aberta é a dica do especialista em empresas familiares
Anterior 1 de 1 Próxima
São Paulo – Grande parte dos negócios no Brasil e no mundo começa em família. Entre os negócios de pequeno porte, as famílias empreendedoras representam 85% das empresas, segundo dados do Sebrae. Um estudo da consultoria McKinsey indica que as empresas familiares podem ter rentabilidade 3% maior do que a média.

Para Joseph Astrachan, professor da universidade americana Kennesaw State University e especialista em negócios em família, o segredo do sucesso dessas empresas está na comunicação. “É a coisa mais importante porque permite que as pessoas possam coordenar, prevenir e resolver problemas”, explica.

Em suas pesquisas, o especialista diz que há sempre um fator que se repete. “Eu tenho feito pesquisas sobre dezenas de tópicos, desde empresas familiares listadas em bolsa às relações pai e filho. A única coisa que eu encontro de novo e de novo é que as famílias que investem em educação, têm uma comunicação aberta e honesta e se preocupam com o futuro são felizes e bem sucedidas”, diz.

Em entrevista a EXAME.com, Astrachan falou sobre como resolver conflitos, o impasse da sucessão e a importância da governança mesmo nas pequenas empresas.

EXAME.com - Envolver a família em negócios mais ajuda ou atrapalha?

Joseph Astrachan - Ser uma empresa familiar é bom para famílias saudáveis. Esses negócios geralmente têm melhores resultados e algumas das famílias mais antigas do mundo usam os negócios para manter os familiares juntos e desenvolver responsabilidade e produtividade. Mas, quando a família tem conflitos profundos, ter um negócio pode criar grandes problemas tanto na empresa quanto na família.

EXAME.com - Quais os principais conflitos nesses negócios?

Astrachan - Os principais conflitos são de relacionamento, aqueles típicos da vida em família, como a relação entre irmãos ou pais e filhos. Esses atritos se tornam ainda maiores quando coincidem com conflitos relacionados aos negócios, como quem é capaz de trabalhar na empresa, compensações, sucessões e distribuição de dividendos.

EXAME.com - Como solucionar estes problemas?

Astrachan - Não existe uma forma fácil de resolver esses problemas. A melhor coisa é desenvolver um processo em que os membros da família possam falar abertamente um com o outro sem a preocupação de que essas conversas vão piorar a relação. Famílias em que a comunicação funciona podem resolver seus problemas levando em conta o interesse geral de todos e sem egoísmo. O maior erro é não investir tempo, dinheiro e outros recursos em ser uma família melhor e que se comunica melhor. A forma de evitar isso é fazer das conversas uma missão para todos.

EXAME.com - Qual a importância da comunicação no sucesso do negócio?

Astrachan - É a coisa mais importante porque permite que as pessoas possam coordenar, prevenir e resolver problemas. Comunicação também é o principal caminho pelo qual as famílias desenvolvem e constroem o desejo de estar junto independente do sucesso do negócio.

EXAME.com - Como fazer uma troca de gestão com sucesso?

Astrachan - O foco não deve ser em uma transição de sucesso, mas, sim, em ter certeza de que a companhia é forte o suficiente para suportar três sucessores ruins seguidos e garantir que a empresa tenha um processo claro para avaliar e remover gestores ruins rapidamente e com o mínimo de dano para a família, se possível. Isso envolve uma boa governança.

EXAME.com - Mesmo negócios pequenos precisam de governança?

Astrachan - Sim, e mesmo negócios que nem começaram precisam. É essencial ter governança para manter as pessoas responsáveis e garantir que elas farão o que estão dizendo, na hora certa e com os resultados prometidos. Um conselho também ajuda na hora de resolver disputas, administrar o relacionamento entre família e negócios, evitar fraudes, dar uma direção e melhorar a comunicação.

EXAME.com - Como deve ser a separação entre família e negócios?

Astrachan - Eles não devem ser separados. Os proprietários devem trabalhar para desenvolver conhecimento e responsabilidade. Se fizerem isso, a necessidade de separar a família e os negócios diminui e os membros da família tornam-se um benefício para o negócio. Quem separa família e negócios, geralmente, tende a achar que os familiares só se importam com dinheiro e, quando isso acontece, a destruição da família e práticas negativas no negócio tornam-se mais prováveis.

EXAME.com - Qual o seu conselho para as empresas familiares brasileiras?

Astrachan - Aprenda o máximo que puder com os outros e entenda que as condições em um negócio mudam. Planeje com antecedência essas mudanças e como isso pode afetar os negócios e a família. Isso vai ajudá-lo a reagir rapidamente quando você precisar e fazer sua família e seu negócio mais seguros no longo prazo.

Fonte: Exame.com - Priscila Zuini, 15.11.2011

Nome:
E-mail:
Comentário:
Digite os caracteres abaixo:
Comentário enviado com sucesso!
Aguarde a aprovação!