Macrotransição
SP • 11 3075-3034 - RJ • 21 9.9660.4661
Av. Paulista, 1.765 - 7º andar - São Paulo - SP

BR Malls vai às compras e é a empresa mais agressiva em fusões e aquisições

26/04/2012 14:21
Fachada do Norte Shopping, no Rio de Janeiro
Anterior 1 de 1 Próxima
Com um impressionante histórico de 35 aquisições em apenas cinco anos de existência, a BR Malls, que ocupa a liderança do setor de shopping centers no Brasil, ainda tem fôlego de sobra para ir ao mercado em busca de novas oportunidades de negócios e expandir ainda mais sua presença no país. Na empresa, que tem uma equipe dedicada exclusivamente à análise de operações de fusões e aquisições, a ordem é seguir investindo na compra de empreendimentos em todo o território nacional. Não à toa a companhia conquistou o prêmio iG/Insper na categoria Empresa Mais Agressiva em Fusões e Aquisições

“Não temos a intenção de desacelerar, porque ainda há muito mercado para conquistar. Queremos manter o ritmo de operações de compra de centros comerciais”, diz a diretora de fusões e aquisições da empresa, Marina Fontoura.

O histórico do crescimento da BR Malls reforça a reputação do grupo de ser agressivo na aquisição de concorrentes. De uma empresa familiar com quatro centros comerciais, o grupo saltou para a liderança do mercado, com participação em 46 shoppings espalhados pelas cinco regiões do Brasil, que totalizam 1.466,3 mil metros quadrados de Área Bruta Locável (ABL).


Foto: Divulgação - Fachada do Norte Shopping, no Rio de Janeiro

E, embora detenha, juntamente com o segundo e o terceiro colocados no ranking do setor, quase 25% de participação do mercado, a BR Malls acredita que ainda há espaço para elevar seu market share. De acordo com Marina, mercados mais maduros como Estados Unidos e Canadá apresentam taxas de concentração de até 50% do setor nas mãos de um único grupo. Não por acaso, a executiva revela que analisa oportunidades em todas as regiões do País, sem restrições de classe social.

“Avaliamos empreendimentos tanto em grandes centros quanto em cidades menores. E, apesar de termos uma preferência por negócios voltados para a classe B, estamos abertos a investir em todos os segmentos”, diz.

Investimentos em outlets

A prova disso é o anúncio recente de criação de uma joint venture com o grupo Simon, maior desenvolvedor e proprietário de outlets no mundo, com mais de 70 centros de compras espalhados por diversos países. Em um período de cinco a sete anos, a BR Malls planeja lançar 12 outlets no Brasil, com investimentos previstos de R$ 1,5 bilhão. “Não existem outlets no País; queremos desenvolver este segmento”, diz Marina.



A favor dos planos da empresa para 2012, estão as previsões de cenário econômico com que a BR Malls trabalha, revela a executiva. Segundo Marina, o grupo aposta em um ano com redução da taxa de juros e aumento no consumo das famílias. “Os três primeiros meses do ano que, sazonalmente, são mais fracos, já apresentaram um bom resultado. Diante desse cenário, estamos confiantes em um desempenho favorável da economia em 2012 e também em 2013”, afirma.

Aumento no consumo

Analista de investimentos do setor de consumo na corretora Coin Valores, Sandra Peres avalia que a prévia das vendas do varejo no primeiro trimestre foi, de fato, bastante positiva. “O mercado de shopping centers apresenta um crescimento consistente, com taxas de ocupação bem altas. Neste contexto, minha avaliação é que a BR Malls seguirá com um desempenho bastante favorável neste ano”.


Foto: Divulgação Shopping Mooca, em São Paulo

Para a liderança da BR Malls, finalista do Prêmio Negócio do Ano iG/Insper – 2012, receber um prêmio pelas aquisições já realizadas seria o reconhecimento de um trabalho que faz parte do DNA do grupo. “Ao longo dos últimos anos, desenvolvemos uma grande expertise na prospecção de negócios e na integração desses empreendimentos à companhia.

Fonte: IG Economia - Rio de Janeiro, 23.04.2012

Nome:
E-mail:
Comentário:
Digite os caracteres abaixo:
Comentário enviado com sucesso!
Aguarde a aprovação!