Macrotransição
SP • 11 3075-3034 - RJ • 21 9.9660.4661
Av. Paulista, 1.765 - 7º andar - São Paulo - SP

BNDES desiste de plano para unir Pão de Açúcar e Carrefour

28/07/2011 00:59
Em linha com as especulações, o BNDES cancelou sua participação no projeto de fusão do Pão de Açúcar com o Carrefour diante da rejeição da proposta por parte do sócio francês de Abilio Diniz, o Casino.

Em comunicado divulgado nesta terça-feira (12/7), o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico Social enfatizou que, "como reiterado em diversas oportunidades", o acordo dependia do entendimento de todas as partes.

"Frente ao comunicado do Conselho de Administração do Grupo Casino, rejeitando a proposta de associação entre o Grupo Pão de Açúcar e o Carrefour, a diretoria da BNDESPar vem a público informar que cancelou o enquadramento da operação solicitada pela Gama 2 SPE Empreendimentos e Participações, em função do não atendimento às condições estabelecidas", diz a nota divulgada.

Mais cedo, o conselho do Casino, presidido por Jean-Charles Naouri, chegou à decisão unânime de que o projeto é contrário aos interesses do Grupo Pão de Açúcar, do conjunto de seus acionistas e do Casino.

O grupo francês, sócio do empresário Abilio Diniz no controle do Pão de Açúcar desde 1999, ressaltou que a proposta não solicitada é hostil e ilegal.

A proposta da Gama - empresa detida por um fundo de investimento do BTG Pactual e que seria capitalizada pelo BNDES - criaria um gigante com um terço do setor varejista do país.

Diante da recusa do Casino, o BTG também anunciou nesta terça-feira que suspendeu "temporariamente" o plano, "com o firme propósito de manter o diálogo aberto".

Em nota, a instituição financeira reitera confiança no êxito de uma associação de operações entre os grupos. O BTG enxerga ganhos para todos os acionistas, "inclusive o grupo Casino".

"Acreditamos que a associação entre Pão de Açúcar e Carrefour é excepcional para todos os públicos envolvidos e poderá ser reavaliada no futuro", avalia o banco.

O plano de união com o Pão de Açúcar já havia sido aceito pelo Conselho de Administração do Carrefour, rival histórico do Casino no setor varejista francês.

Fonte: Brasil Econômico, 12.07.2011

Nome:
E-mail:
Comentário:
Digite os caracteres abaixo:
Comentário enviado com sucesso!
Aguarde a aprovação!