Macrotransição
SP • 11 3075-3034 - RJ • 21 9.9660.4661
Av. Paulista, 1.765 - 7º andar - São Paulo - SP

Papai, ou sr. Presidente?

27/07/2011 23:13
O preconceito que atinge a Empresa Familiar no Brasil, é real e refere-se a uma possível falta de profissionalismo, conflitos familiares constantes, entre outros aspectos.

Você, membro de Família Empresária sabe que o preconceito refere-se a uma “meia verdade”.

A Empresa Familiar é comprovadamente mais eficiente em uma série de indicadores, de acordo com pesquisas realizadas em todo o mundo: seja pelo nível de re-investimento do resultado na operação; rapidez na tomada das principais decisões; fidelidade de seus controladores e dirigentes aos objetivos empresariais/de mercado; quantidade e qualidade de empregos gerados, entre outros.

Porém devemos admitir que parte dessas empresas carecem de redesenho ou revisão de modelo de negócio, do relacionamento da família com o negócio, dos aspectos de comunicação interna, do modelo de governança corporativa e familiar.

Para demonstrar a importância do tratamento desses aspectos vou exemplificar, abordando um tema dos mais simples, mas igualmente importante.

Imagine a situação: o vice-presidente da principal empresa fornecedora de matéria-prima da empresa de sua família está na portaria, aguardando para reunir-se com você e seu pai. O assunto a ser discutido, na reunião, é a finalização da negociação de importantes termos da parceria que vem sendo desenhada há meses, o que aportará significativo valor para os produtos e para a marca de sua empresa, no mercado.

Até então os contatos têm sido realizados pelo segundo escalão da empresa fornecedora e pelo pessoal do departamento de engenharia de sua empresa.

Você vai á sala de seu pai; pede que a recepcionista acompanhe o vice-presidente até vocês. Ele entra na sala; você se dirige a ele cumprimentando-o, e diz:

- Bom dia sr. Herman; temo-nos falado apenas por telefone; é uma honra conhecê-lo pessoalmente. Tenho o prazer de lhe apresentar meu … p…. , isto é o sr. … , o nosso presidente, meu pai, o fundador da empresa de nossa família!

Boing !!!!!

O pequeno lapso de tempo que se passou, até que você mentalmente decidisse se anunciaria seu pai como presidente, fundador da empresa, ou patriarca da família, pode fazer toda a diferença no relacionamento de sua empresa com o fornecedor.

Qual seria sua decisão naqueles segundos em que sua mente buscava uma solução mais adequada ao momento?

Aspectos que passam quase desapercebidos pelos membros das famílias empresárias, demonstram o tipo de relação que desenvolveram com seus negócios, ao longo do tempo.

A profissionalização da forma como a família enxerga, entende e opera seus negócios é fator fundamental para a sobrevivência e perenidade desses negócios, de seu patrimônio.

Nome:
E-mail:
Comentário:
Digite os caracteres abaixo:
Comentário enviado com sucesso!
Aguarde a aprovação!