Macrotransição
SP • 11 3075-3034 - RJ • 21 9.9660.4661
Av. Paulista, 1.765 - 7º andar - São Paulo - SP

Enxugando gelo com toalha quente!

10/04/2012 16:28
Esse é o sentimento de fundadores, herdeiros e familiares quando o assunto é o caminho que devem seguir a Empresa, e o patrimônio da família, para que cresçam e se perpetuem.

Ironia.

As mesmas pessoas que dão origem e empregam seus melhores esforços para criar um empreendimento bem sucedido, são responsáveis – à medida que as gerações se sucedem – pelas falhas e até pelo desaparecimento da Empresa da família e redução drástica do patrimônio.

A causa? O pensamento individualista de pessoas ou grupos de pessoas (familiares-sócios).

Com a melhor das intenções, os familiares colocam em ação as mais diferentes estratégias “caseiras”, carregadas de emoção, para salvar tentar levar a bom termo, um empreendimento “profissional”.

O tratamento de um bem pertencente a um grupo – de familiares – só pode ser bem sucedido se as soluções forem planejadas e implementadas pelo grupo, ou por representantes desse grupo.

Na maior parte dos casos, as estratégias não são suficientes para atingir o objetivo principal.

A sensação de que “estamos enxugando gelo” permeia a mente dos familiares, que não conseguem acreditar no que está acontecendo, uma vez que tantas decisões são discutidas por todos.

Soluções reais a curto e médio prazo?

Retirar a emoção das discussões entre familiares. Entender que entre sócios, não devem haver surpresas; não podem ser formados grupos com recortes do grupo total de familiares. Facilitar a participação dos familiares relegados ao segundo plano, que têm idéias a propor. Relegar a segundo plano, os familiares que, com suas posições, geram mais calor do que luz. Entender qual é a hora de procurar ajuda externa especializada, sem ideias pré-concebidas.

Soluções para longo prazo?

Desenvolver o protocolo familiar, um acordo entre todos os familiares.

Fazer emergir o grupo de herdeiros, que virão a dar continuidade ao empreendimento, participando ou não da gestão do negócio.

Caso os herdeiros (todos, ou alguns deles) optem pela posição de sócios do negócio, devem se desenvolver como um grupo que, no futuro, assegurarão a harmonia do pensamento societário.

Famílias empresárias devem se esforçar para colocar em prática o perfil empreendedor e a unidade societária durante todo o tempo de duração dos negócios familiares.

Nome:
E-mail:
Comentário:
Digite os caracteres abaixo:
Comentário enviado com sucesso!
Aguarde a aprovação!