Macrotransição
SP • 11 3075-3034 - RJ • 21 9.9660.4661
Av. Paulista, 1.765 - 7º andar - São Paulo - SP

E no financeiro… as mulheres?

03/08/2011 21:56
Vai longe o tempo em que o posicionamento das mulheres, na Empresa Familiar era resolvido pelo fundador, afastando-a da gestão ou colocando-a em uma área em que estivesse “protegida” das discussões mais áridas.

Em uma das situações que presenciei meses atrás, numa Família Empresária no interior do país, o fundador incentivou os filhos para que trabalhassem na gestão da Empresa. Quanto às filhas, doou um imóvel para cada uma e “gentilmente convidou-as” a que se afastassem do trabalho na Empresa da família.

Ainda presencio, nos dias de hoje, vários casos em que jovens do sexo feminino e mulheres maduras dizem-me algo como: “…eu gostaria de ter estudado veterinária, mas meu pai convenceu-me a cursar direito (administração, por vezes), pois gostaria que a Empresa da família pudesse contar com um advogado de confiança (uma boa gestora), para defender nossas causas, no futuro (para cuidar da Empresa, no futuro).”

Mas o recorde de citações, nos últimos quinze meses tem ocorrido com mulheres, membros de famílias empresárias, responsáveis pela área financeira das Empresas Familiares.

Minha estatística em uma amostragem de aproximadamente oitenta mulheres, com quem estive em situações de treinamento, consultoria e palestras, nos últimos doze meses, conclui que oitenta por cento delas “cuida das finanças” de suas Empresas, em cargos de natureza muito parecidos.

Por que ? Confiança, é a primeira colocada, nos depoimentos. Competência e cuidado com operações que exigem atenção aos detalhes, vem em segundo lugar, “coladinho” ao primeiro. Falta de opção, é certamente o depoimento último colocado no ranking.

Mas uma dificuldade é certa: grande parte das Empresas Familiares em sua segunda geração, têm imensa dificuldade de delegar o controle e operação de sua área financeira, a profissionais que não sejam membros da família controladora do negócio e optam – na maior parte das vezes – por familiares do sexo feminino.

Se é esse o caso de sua Empresa, faço uma provocação. Responda rapidamente: quem dirige a área financeira em Empresas de médio e grande porte que você conhece ? … um parente do CEO ? Um de seus milhares de sócios (no caso de Empresas de capital aberto)?

Modifique a forma de raciocinar dos dirigentes familiares de sua Empresa. E verá que ela (e os dirigentes) irão crescer ! Implante políticas, processos e tecnologia que permitam um controle eficaz, também na área financeira !

E vença um outro preconceito: implante processos de auditoria (interna ou externa), como garantidores da conformidade das operações financeiras (e várias outros processos da gestão da Empresa)!

Pense nisso…. comente com seus pais, com sua irmã, com seus demais irmãos e primos !

E provoque um importante aumento de profissionalismo na gestão da Empresa de sua família!

Ahh… e lute contra a corrente menos progressista da família, para que as mulheres tenham a oportunidade de correr atrás de seus sonhos profissionais !!

Nome:
E-mail:
Comentário:
Digite os caracteres abaixo:
Comentário enviado com sucesso!
Aguarde a aprovação!